Você conhece a Universidade Prager?

É uma instituição que divulga assuntos de interesse geral apresentados por especialists com argumentos de verdade (baseados em fatos). A Prager e seus parceiros têm contribuído muito com o debate público internacionalmente, pois têm educado seus estudantes.

Proposta boa não é? Veja como funciona na prática:

Agora imagine que algum senador passe uma Lei proibindo a divulgação destes vídeos. Pois é, a Google, sem lei e sem votos, está fazendo isto. Veja o que Informa a Prager:

“Muitas família configuram seu canal do YouTube para restringir o acesso e manter o conteúdo adulto e sexual inapropriado e censurável longe de seus filhos – não para impedi-los de assistir vídeos educacionais animados e adequados para a idade do público.

Quer saber qual foi a resposta do Google? Em resposta a uma queixa oficial, os especialistas do Google defenderam o bloqueio a 18 dos vídeos da Prager dizendo que “Não censuramos ninguém”, mas levaram “em consideração qual é a intenção do vídeo” e “qual o foco do vídeo.”

Independente da posição política de quem assiste é perceptível a preocupação da PragerU com a argumentação sempre honesta.

prageru

“Pegamos as melhores ideias das melhores mentes e destilamos elas em cinco, focados, minutes.”

Agora, você pode discordar dos argumentos mas não compactuar com a censura. Não estão apresentando nada que ofenda, machuque ou limite a liberdade de alguém. Contudo, o YouTube tem bloqueado vídeos da PragerU sem qualquer amparo legal.

Se quiser garantir o direito de expressão de seus netos (inclusive aqui no Brasil) deverá assinar a petição que pede que o YouTube não restrinja os direitos da Universidade Prager.

Assine a petição e compartilhe!

“Posso não concordar com uma palavra do que dizes mas defenderei até o fim o seu direito de dizê-la.” atribuída a Voltaire