A partir de um programa de TV de auto-ajuda,  Malcolm  Chisholm reflete sobre o significado da palavra “definição”.

Uma expressão que ia aparecendo eram várias variações de “defina a si mesmo”, como em “Como você se define?”, Ou “Não deixe seu [qualquer problema que a pessoa tinha] definir você”. Ocorreu-me que os fornecedores destas frases devem ter tido apenas uma ideia difusa do que estavam dizendo. Eles provavelmente estavam repetindo um clichê que tinham ouvido antes, para pouparem-se da dificuldade de pensar e encontrar uma maneira de expressar seus pensamentos.

Definições por conceitos, identidades por indivíduos

Mas o que há de errado em perguntar “Como você se define?”

A resposta é que as definições se aplicam aos conceitos, não aos indivíduos. Como diz no verbete de “Definição” no Baldwin’s Dictionary of Philosophy

“Objetos individuais e summa genera são logicamente indefiníveis.”

Então, você não pode definir a si mesmo, ou a qualquer pessoa individual, ou a qualquer objeto individual. Objetos individuais têm identidades e descrições, mas não definições.

Se as pessoas no programa lixo de TV estavam usando “definição” na tentativa de expressar um pensamento que tinham, qual poderia ter sido esse pensamento?

Bem, os conceitos podem ser implementados como indivíduos. Esses indivíduos possuem os atributos do conceito. Mais apropriadamente, os atributos do conceito são expressos no indivíduo. Essa é a terminologia que aprendi pela primeira vez em genética, e acho que é apropriado (embora os geneticistas falem de características, não de atributos). Assim, um indivíduo tem um caráter, que é a soma de como todos os atributos que possui são expressos.

Gostaria, portanto, de sugerir que os sujeitos do programa de TV lixo queriam que seus personagens não fossem julgado apenas com base na aparência de qualquer problema que fosse que eles tinham.

Caráter moral, que é provavelmente do que estamos falando aqui, não é o mesmo que definição. Você não pode definir uma pessoa, mas pode descrever seu caráter moral.

 

Malcolm Chisholm Ph.D. é internacionalmente reconhecido como palestrante e consultor estratégico em gerenciamento de dados e informações. Ele é formado pela Universidade de Oxford, Inglaterra, e Ph.D. pela Universidade de Bristol, Inglaterra.