A Suprema Corte da Alemanha recusou-se a banir, pela segunda vez, um partido neo-nazista.
O juiz Adreas Vosskuhle, mencionando a irrelevância do grupo, disse que não é pela ideologia que se bane um partido, mas “deve haver uma abordagem sistemática com o objetivo de destruir ou eliminar a constituição democrática liberal ou ameaçar a existência da Alemanha”. E acrescentou: “O Partido dedica-se a objetivos anti-constitucionais, mas atualmente não há nenhuma evidência concreta…que sugira que isso ocorrerá.”
Por irrelevante, Vosskuhle quer dizer um partido com 6 mil membros e um assento no Parlamento Europeu.
Enquanto isso, um lider de um partido anti-imigração incentiva:
“Até agora, nossa disposição mental ainda é de um povo totalmente derrotado…Nós, alemães, nosso povo, somos o único povo no mundo que plantamos um monumento de vergonha no coração da capital.” “Precisamos de nada menos do que uma volta de 180 graus na política da memória.” “Não há nenhuma responsabilidade moral de nos fazermos diminuir.”
Depois da imediata e protestos, Hoecke disse que fora mal-interpretado.
Já deu tempo de ele melhorar a comunicação. É dele o comentário em dezembro de que o “comportamento reprodutivo dos africanos” pode ameaçar a Alemanha.
Bordinburke mostra o avanço do nazismo também no Brasil
rbs
Ele compara que, enquanto a lei veda manifestação gráfica pró-nazismo, partidos políticos – PCB, PC do B, PSTU, PCO, PSOL – e “movimentos estudantis” como UNE (PC do B), ANEL (PSTU),  recebem dinheiro de impostos para fazer apologia do comunismo.
fontes:
http://www.timesofisrael.com/german-top-court-rejects-bid-to-outlaw-far-right-party/?utm_source=The+Times+of+Israel+Daily+Edition&utm_campaign=3a5334894f-EMAIL_CAMPAIGN_2017_01_17&utm_medium=email&utm_term=0_adb46cec92-3a5334894f-55596165
 http://www.timesofisrael.com/german-populists-call-to-end-nazi-guilt-ignites-outrage/?utm_source=The+Times+of+Israel+Daily+Edition&utm_campaign=60d452c3a5-EMAIL_CAMPAIGN_2017_01_19&utm_medium=email&utm_term=0_adb46cec92-60d452c3a5-55596165